sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

O QUE A NASA ESCONDE?

Após queda de meteorito na Terra, asteroide passará raspando hoje

Asteroide passará perto da Terra, porém sem oferecer perigo Foto: NASA / Reprodução
Asteroide passará perto da Terra, porém sem oferecer perigo
Foto: NASA / Reprodução
Em 1908, a queda de um asteroide de 40 metros de diâmetro em Tugunska, na Sibéria, destruiu uma floresta de 2 mil quilômetros quadrados. A cidade de São Paulo, por exemplo, tem 1,5 mil quilômetros quadrados. Nesta sexta-feira, 15 de fevereiro, um meteorito caiu na Rússia e deixou, segundo dados ainda preliminares, pelo menos 500 feridos. E ainda hoje, um asteroide ainda maior do que o "siberiano", passará raspando (por definição cosmológica) pela Terra, imiscuindo-se entre satélites comerciais e delineando cenário digno de filmes de Hollywood. Neste caso, não será necessário chamar Bruce Willis e sua trupe de mineradores, como em Armageddon. Mas, no futuro, é possível que alguns asteroides precisem de uma ajudinha para desviar do nosso planeta.
Apesar de existirem diversos planos diferentes para o caso de um asteroide entrar em rota de colisão com a Terra, não há definição nem garantia de que essas medidas funcionariam
​Segundo estimativas da Nasa, há 500 mil asteroides desse tamanho “próximos da Terra”. Desses, apenas 1% foram descobertos. "Não é ficção científica", diz Ulisses Capozzoli, editor da Scientific American e doutor em ciências pela Universidade de São Paulo (USP). "Esse asteroide serve para acender o sinal amarelo - quase laranja", adverte.
Por outro lado, o astrônomo Naelton Mendes de Araújo, da Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, trata de tranquilizar aqueles que já estão de olhos arregalados e refazendo os planos para o futuro: "Grandes asteroides podem ser vistos de muito longe, e podemos prever sua trajetória com muita antecedência. Por isso, não há motivo para preocupação. Nenhum corpo celeste (asteroide ou cometa, de grandes proporções - o meteorito que caiu na Rússia ainda não foi medido, mas seria um corpo menor) foi identificado em rota de colisão com a Terra até hoje".
2012 DA14
O visitante deste dia 15 de fevereiro se chama 2012 DA14. Esse NEO (near-Earth Object, em inglês, ou seja, objeto próximo da Terra) possui 45 metros de diâmetro. Trata-se da primeira vez que um bólido desse tamanho em trajetória tão próxima do nosso planeta é previsto pelos radares. Às 17h24 (horário de Brasília), ele vai chegar mais perto da Terra (a 27,7 mil quilômetros) do que muitos satélites comerciais. Sabe-se que ele não vai atingir o nosso planeta, mas há chance de que ele colida com algum satélite.


Você sabia? Até vaca já caiu do céu na Rússia

Qual será a chance de uma vaca despencar de um avião e se estatelar em uma embarcação? De carne a fezes, passando pela vaca, veja que tipo de coisas bizarras já “choveram” na Terra

 http://www.terra.com.br/noticias/educacao/infograficos/vcsabia-quedas-bizarras/

Você sabia? Até vaca já caiu do céu na Rússia


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário